Escola Giovanini Chiodi e Cras Nova Contagem promovem ação contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

O dia 18 de maio evidencia o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Para marcar a data e ampliar o debate junto à comunidade, a Escola Municipal Giovanini Chiodi, em parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Nova Contagem, promoveram a Ação Virtual “Campanha Maio Laranja”.

O evento foi realizado ao vivo por meio do Youtube, em formato de roda de conversa entre representantes da educação e da assistência social. Contou, inclusive, com a participação da secretária de Educação de Contagem, Telma Fernanda Ribeiro, e do subsecretário de Ensino, Anderson Cunha, que fizeram uma saudação aos participantes e espectadores.

O diretor da EM Giovanini Chiodi, Joel Lucas, destacou sobre as parcerias da escola, dentro da rede de proteção Vargem das Flores (Cras, Creas, Conselho Tutelar, Guarda Municipal, Regional e lideranças locais), na luta contra o abuso de crianças e adolescentes. “Apresentei a proposta da live na reunião de rede socioassistencial e decidimos fazer como evento da rede de proteção. Construímos parcerias com o pessoal da comunicação da Prefeitura, Faculdade UNA e técnicos de som e imagem parceiros”, destacou.

Segundo Joel, a comunidade tem um engajamento “muito grande” nas temáticas do mês de maio, desde 2019. Na live deste ano, de acordo com o diretor, foram abordados temas como a violência sexual praticada por meio virtual, sinais físicos e comportamentais que podem ser indícios de abuso, o papel da rede de proteção no cuidado com a vítima, e locais onde recorrer nos casos de violência.

Para a coordenadora do Cras Nova Contagem, Caroline da Costa Mota, embora a campanha de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes ocorra no mês de maio, o Cras, como equipamento público, realiza o atendimento ao público durante todo o ano.

Caroline destaca, também, a parceria com a comunidade escolar. “Esta parceria com a Giovanini, não vem desta data, o Cras, Creas e Conselho Tutelar já vinha realizando um trabalho com professores e alunos, desde 2019, em relação a este tema”, disse.

Na live realizada na terça-feira (18/5) a participação e interação foi “muito importante”, conforme destaca a coordenadora do Cras. “Foi possível esclarecer questionamentos ao vivo. Obtivemos um alcance significativo no número de visualizações, o que possibilitou pensar em novas ações”, afirmou Caroline.

Considerando que a escola é um local de segurança para crianças e adolescentes, abordar o tema é de fundamental importância, sobretudo durante a pandemia, em que as escolas estão fechadas, como lembra o diretor Joel Lucas. “A escola contribui informando e ensinando a identificar possíveis situações abusivas. Em caso de perceber ou receber qualquer denúncia de situação de violência sexual, a escola informa imediatamente ao Conselho Tutelar para ser orientada dos encaminhamentos que devem ser seguidos”, concluiu.

Para denunciar casos de abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes: DISQUE 100.