Cmauf dá orientações sobre cultivo e fornece mudas de cerca de 140 espécies de plantas medicinais e alimentícias não convencionais

As mudas são distribuídas gratuitamente

Adotando todos os protocolos de combate à Covid-19, o Centro Municipal de Agricultura Urbana e Familiar (Cmauf) dá continuidade às suas atividades, com orientações e distribuição de mudas de cerca de 140 espécies de plantas medicinais e alimentícias não convencionais.

Conhecidas pelo papel importante na cura de doenças, as plantas medicinais são os únicos meios usados em algumas comunidades no tratamento de determinadas patologias. Estima-se que aproximadamente 80% da população do planeta já tenha feito uso de alguma planta para aliviar sintomas de enfermidades.

Segundo a referência técnica do Cemauf, Rosângela Costa, há o empenho para que todo o município e os visitantes do Centro conheçam a riqueza do trabalho desenvolvido em Contagem. “Trabalhamos com a preocupação de orientar sobre o cultivo e o uso da alimentação nutricional e medicinal. Incentivando o uso das plantas medicinais, teremos menos doenças e mais saúde em nossas mesas”, destaca.

Utilizadas com sabedoria e aliadas ao acompanhamento médico, as plantas medicinais podem ser de grande ajuda. Saiba mais sobre algumas das espécies mais procuradas para a a prevenção das doenças respiratórias:

Peixinho: também chamado de peixinho-da-horta, lambarizinho, lambari-de-folha, orelha-de-coelho e orelha-de-lebre, é uma planta alimentícia não convencional. Pode ser consumido frito, empanado ou à milanesa, bem como em chás. Tem atividade antioxidante, capaz de inibir a oxidação das células sadias, protegendo o organismo dos radicais livres.

Funcho ou erva doce: tem boas concentrações de potássio, que ajudam a controlar a pressão arterial e a equilibrar o ritmo dos batimentos cardíacos. Também é muito conhecida por ajudar a combater a gripe.

Alfavaca: também chamada alfavaquinha, é uma erva da família das mentas muito requisitada na culinária por acrescentar sabor e aroma aos alimentos. Além de ser potente no combate à gripe, inflamações e inchaço, diminui o estresse oxidativo, ajudando a combater o envelhecimento precoce.

Poejo: está na maioria dos xaropes naturais para alívio dos sintomas das gripes, em combinação com o mel, o agrião e o guaco. Também pode ser usado como antisséptico natural. A melhor maneira de extrair seus compostos é em forma de infusão (chá) ou da maceração com um pouco de água.

Levante: Conhecida popularmente por elevante, alevante e hortelã silvestre, é muito conhecida e amplamente utilizada na medicina popular. Suas folhas auxiliam no alívio de problemas respiratórios, digestivos e nervosos, por causa do mentol, que é um de seus princípios ativos. É usada para melhora de gripes, resfriados e bronquites, além de aliviar cólicas, diarreia, flatulências e outros indícios de infecção intestinal.

Pariri: planta trepadeira com folhas densamente verdes. Suas flores são de cor rosa ou arroxeada. Quando fermentada, suas folhas fornecem um corante de cor vermelha que serve como pigmento para o algodão. O pariri tem propriedades expectorante, anti-inflamatória, antidiabética, adstringente, cicatrizante, antimicrobiana, afrodisíaca, antifúngica, antianêmica e fortificante.